quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Alguns videos do projecto


Educação para a Saúde

Todas as acções de Educação para a saúde são realizadas com a colaboração de Associações Locais, ultrapassando-se desta forma a barreira da língua.
Destacamos as parcerias com a APROMEC e a AGUIBEF. As imagens são relativas a uma acção de educação /informação para promoção da consulta pré-natal na cidade de Bafatá.


video

video


Centro de Saúde de Gã-Turé

Só hoje me foi possível editar o filme sobre o CS de Gã-Turé. Quero com esta edição partilhar o "Verão Solidário" e uma vez mais agradecer aos Jovens Médicos (Ivo, Joana e Inês) que o realizaram e produziram. Constituiu um excelente instrumento pedagógico na promoção de melhor empenho profissional dos Técnicos de Saúde da Região de Bafatá.


video

Inauguração da Unidade de Saúde do Sado


Recepção à equipa Saúde em Português e Direcção Regional de Saúde de Bafatá

A Comunidade em peso, Homens Grandes, Líderes Locais, Associações de Mulheres e Jovens, Associação Desportiva, esperaram a Viatura que transportava a equipa ASP e o representante da Direcção Regional de Saúde de Bafatá, a cerca de 1 km da tabanca do Sado e dali, acompanharam a viatura, a pé, em festa até ao Sado. Experiências e aprendizagens de Reconhecimento e Solidariedade que não se esqueçem.

video

video

domingo, 13 de junho de 2010

Avaliação da Campanha de Vacinação Integrada Polio, Vit.A & MBZ


Terminou a 3ª passagem da Campanha Integrada de Vacinação para erradicação da poliomielite na Guiné Bissau.
Estiveram envolvidos nesta Campanha, centenas de T. Saúde e Voluntários (Bafatá, 71 Equipas de Vacinação), que durante 6 dias se mantiveram no terreno, visitando todas as famílias espalhadas pelas 8 regiões do País, com o objectivo de não ficar nenhuma criança, menor de 5 anos, por vacinar, objectivo atingido na Região de Bafatá. O empenho foi tal que em todas as áreas Sanitárias se atingiram TC% superiores a 100%, provavelmente à custa da vacinação de crianças maiores de 5 anos. A equipa Saúde em português acompanhou todo o processo, mantendo-se no terreno reforçando as equipas de Supervisão. O nosso Bem-haja a todos os Técnicos de Saúde e Voluntários, que participaram nesta Campanha.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Mais uma campanha de vacinação


Apostadas em tirar a GB da cauda dos países com piores índices de desenvolvimento humano, políticos, autoridades de saúde, parceiros e financiadores, apostam em estratégias que visem diminuir a taxa de mortalidade infantil e acelerar o processo de desenvolvimento.
As campanhas de Vacinação, nas quais se integram outros cuidados de prevenção e promoção da saúde como a suplementação vitamínica e desparasitação e a educação para a saúde, serão certamente estratégias que irão dar bons resultados. Saúde em Português tem acompanhado este esforço participando, não só nestas campanhas, mas também melhorando o acesso aos cuidados de saúde, das populações mais carenciadas.
Decorre de 28 de maio a 2 de junho mais uma campanha de vacinação integrada para erradicação da poliomielite, suplementação de Vitamina A e desparasitação com MBZ . A equipa congratula-se por este esforço que é também de todos os profissionais de saúde.

sábado, 22 de maio de 2010

Inauguração da USB do Sado

22 de Maio de 2010... Um dia que os moradores da tabanca do Sado e das tabancas arredores jamais esquecerão... Foi o dia a que passaram a ter direito a melhores cuidados de saúde, que tiveram acesso a instalações construídas de raíz, uma nova construção que traz novos sorrisos e acarreta esperança no futuro. No âmbito do projecto "Mais saúde, Melhor Saúde por Bafatá" a Associação Saúde em Português construiu uma nova Unidade de Saúde Base no Sado, já que, segundo as necessidades verificadas por toda a região de Bafatá, esta era uma zona muito isolada, com dificuldade de acesso aos cuidados de saúde, mas com uma população organizada e motivada. Apesar da população já ter usufruído deste novo espaço (ainda na passada 5ª feira a ASP juntamente com a Direcção Regional de Saúde de Bafatá realizaram consultas de Saúde Materna, Puericultura e Vacinação), foi hoje oficialmente inaugurada esta USB, que traz qualidade, limpeza e acesso a esta população. Estiveram presentes vários representantes de Associações locais, regionais e nacionais, tal como representantes de entidades oficiais da República da Guiné-Bissau, demonstrando a importância deste projecto e acima de tudo da nova responsabilidade da população em cuidar da sua própria saúde, já que a ASP pode erguer paredes e ensinar a cuidar delas, mas vai ser a população do Sado que as vai manter, fortificar e crescer rumo a um futuro próspero... com Mais Saúde... Melhor Saúde...


quarta-feira, 12 de maio de 2010

3º Ano do Projecto "Mais Saúde, Melhor Saúde por Bafatá"


As várias campanhas de vacinação

Este ano tem sido marcado pela vontade firme das autoridades de saúde, tirar a Guiné Bissau da cauda dos países com piores indicadores de saúde e de desenvolvimento humano. A par do esforço para manter um clima de estabilidade politico social, tem sido implementadas medidas específicas para reduzir a mortalidade infantil e materna, bem como outras doenças endémicas, sobretudo à custa do reforço de cuidados de proximidade. Desde o início do ano foram já realizadas três campanhas Nacionais, uma de Suplementação de Vita A e desparasitação com Mebendazol, e duas de vacinação contra a poliomielite, campanhas Nacionais em que foi utilizada a estratégia “porta a porta”, envolvendo muitos recursos, muito empenho e espírito de sacrifício dos profissionais de saúde, parceiros, voluntários e colaboradores, para ser possível alcançar as metas programadas.
Cuidados de proximidade em estratégia avançada

Para além das actividades relacionadas com estas campanhas, planificação, execução e avaliação, a equipa do projecto tem mantido as actividades ligadas à prestação de cuidados, privilegiando os cuidados materno infantis, quer nos CS quer em estratégia avançada, a formação, o trabalho de parceria com as ONG locais em particular no capítulo da educação informação para a saúde.

Contentores

A destacar neste primeiro trimestre a chegada de dois contentores com materiais e mobiliário de escritório e hospitalar, doado por instituições portuguesas da zona de Coimbra, nomeadamente Administração Regional de Saúde do Centro e o Centro Hospitalar. Com este material foram equipadas as USB do Sado e Caone, reforçado o CS de Cambadjú, Unidades de saúde construídas/ reabilitadas no âmbito do projecto. O restante material foi entregue à Direcção Regional de Saúde para reforçar outros CS também com grandes carências. O processo desalfandegamento foi muito moroso e difícil, exigindo da equipa, muitas deslocações a Bissau, muitas reuniões com os vários departamento do estado: Saúde, Património, Plano, Finanças, Transportes e Alfandega.

O Coordenador Geral na Sede da Saúde em Português

Dr. Humberto Vitorino


A visita do Coordenador Geral do Projecto ao terreno para avaliação, deu um contributo importante à equipa em termos de motivação, reforço do espírito de equipa, procura de soluções, complementaridades, apoios e parcerias que facilitem a concretização dos objectivos do projecto. Destes conctatos resultou a oferta do Sr Governador da Provícina Carlos Abdulai Djaló, de um terreno em Bafatá, para construção de instalações para que a Saúde em Português se instale na região e possa dar continuidade ao seu trabalho de solidariedade e cooperação.

Recebemos também a visita de Voluntários da “Memórias e Gentes” que nos confiaram materiais escolares e medicamentos, para em seu nome os doarmos às populações mais carenciadas. Fizemos a distribuição pelas escolas e pelos CS com maiores dificuldades.

Reabilitação do Centro de Saúde de Cambadjú



A vista de avaliação ao terreno do Representante da EU, Dr Giorgio Calistri, envolveu muito trabalho de preparação. Foram visitados os CS de Gã-Turé e Cambadjú, este último reabilitado no âmbito do projecto e a USB de Caone, construído pelo projecto.
A visita decorreu de acordo com as nossas expectativas. Os Técnicos de Saúde destes CS demonstraram que com o apoio e intervenção do projecto foi possível introduzir algumas mudanças facilitadoras do desempenho, da motivação, da qualidade e da acessibilidade.

USB de Caone


A visita à Unidade de Saúde de Base (USB) de Caone permitiu ao Dr Giorgio Calistri, ver e sentir o reconhecimento da comunidade pela intervenção da ASP /EU naquela tabanca, USB que vai servir cerca de 1.000 pessoas não só de Caone mas de tabancas limítrofes.

O representante da UE e a coordenadora do Projecto visitando a escola de Caone


Nesta tabanca “forçámos” a visita do representante da EU à escola onde 90 crianças frequenta 0 1º ciclo do ensino básico, com o apoio de “Professores” Comunitários (jovens adultos que sabem um pouco mais…mas sem competências pedagógicas ...) único acesso possível à escola……

Tem vindo a ser preparada pelo Ministério da Saúde com o Apoio da UNICEF, a implementação de um programa que pretende dar resposta ao Conselho Regional da UNICEF para a Africa Oeste no que diz respeito ao alcance do objectivo do Milénio, no capitulo da redução da mortalidade infantil - “Apoio ao Desenvolvimento da Abordagem Comunitária das Intervenções da sobrevivência da Criança na Guiné-Bissau" .

Foram seleccionadas 5 Regiões incluindo Bafatá para por em prática algumas dessas estratégias de aceleramento do processo. Trata-se de conferir competências familiares e a quem cuida da criança: “Práticas Familiares Essenciais” que podem ser resumidas em 4 princípios: aleitamento materno; utilização dos mosquiteiros impregnados; lavagem das mãos com sabão e Cuidados / tratamento da Diarreia com SRO / Zinco.
Como em todas as iniciativas para promoção da saúde da mulher e da criança, Saúde em Português foi convidada a estar presente na apresentação e discussão da proposta que vai ser implementada nas 5 Regiões piloto no Mês de Julho do corrente ano.
Esperamos poder contribuir para que Bafatá seja uma referência na implementação deste projecto, muito ambicioso mas fundamental à sobrevivência da criança e no qual temos orgulho em participar.

Dia Internacional do Enfermeiro comemorado em Bafatá


Saúde em Português, em parceria com a Direcção Regional e, no âmbito do projecto - Mais Saúde Melhor Saúde por Bafatá - para assinalar o Dia Internacional do Enfermeiro organizou umas Jornadas Comemorativas subordinadas ao tema “A ética do Cuidar”.

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Profissionais que integraram a equipa no 2º ano do Projecto "Mais Saúde, Melhor Saúde por Bafatá"



Equipa Regional

e Responsáveis pelos C.S. da Região

Reunião de Avaliação


Profissionais que integraram a equipa do projecto e contribuiram com o seu Saber, Disponibilidade,Cooperação e Solidariedade, para a melhoria da saúde da População de Bafatá.

Médicas

Claudia Vicente,Marilene Menezes,Catarina Meireles
Susana Costa, Logística
Enfermeiras
MªLuisa Domingos, Alcina Carvalho

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

2º Ano do Projecto "Mais Saúde, Melhor Saúde por Bafatá"


Imagens que contam histórias com finais felizes.


O 2ª ano do projecto foi em tudo semelhante ao ano anterior, replicando metodologias e estratégias bem conseguidas no primeiro ano, com maior investimento nas acções para promoção da vigilância materna e do parto hospitalar, particularmente a formação, a educação e informação para a saúde.
Apesar de alguns problemas e constrangimentos, de uma forma geral, podemos dizer que todos os objectivos planeados para o 2º ano foram cumpridos, com sucesso. No entanto, só depois de resolvidos os problemas político-sociais e alcançada uma paz duradoura, na Guiné-Bissau, se pode falar em desenvolvimento sustentado.
Manteve-se ao longo do ano a excelente colaboração dos parceiros locais e das autoridades de saúde, com os quais trabalhámos em estreita colaboração, articulando os interesses da Região com os objectivos do projecto.
As principais taxas de referência de saúde da População continuam preocupantes em particular a mortalidade infantil, a mortalidade materna e neonatal, apesar de terem melhorado alguns pontos percentuais, com poderemos constactar no resumo que transcrevemos.
Resumo do 2º ano
À semelhança do 1º ano, também o segundo ano imprimiu alguma mudança nas relações de trabalho, na motivação e sobretudo ao nível do desempenho dos profissionais de saúde.

Embora os resultados esperados tenham ficado aquém das expectativas da equipa, podemos constatar o esforço, e o empenho de todos os técnicos de saúde e autoridades regionais, na melhoria da qualidade e da acessibilidade aos cuidados de saúde.~
O processo eleitoral, as mudanças nas políticas gerais e na saúde em particular, os vários conflitos político sociais, que tiveram lugar no decurso de 2009, contribuíram directa e indirectamente para que os resultados ficassem ligeiramente abaixo dos planeado em alguns indicadores.

Em termos práticos, ao nível do desempenho as mudanças nos aspectos ligados á biossegurança, higiene, arrumação, disponibilidade são notórias, observadas e referenciadas nas avaliações, pelos responsáveis regionais, como forma de motivação para a continuidade do bom desempenho.

No capítulo da construção / reabilitação o projecto deu um grande contributo à região com a reabilitação do Centro de Saúde de Cambadjú, que não tinha condições minimamente dignas para a prestação de cuidados.
Da mesma forma que a reabilitação da residência dos técnicos de saúde nesta localidade, contribuiu para diminuir as dificuldades de quem vive e trabalha isolado, sem horários, numa situação de disponibilidade permanente e sem contrapartidas financeiras e de carreira justas.

O resultado da formação ultrapassou as nossas expectativas. Para além de ter sido concretizado todo o plano de formação, houve grande interesse, participação e disponibilidade de todos os que foram beneficiários da formação, para o trabalho com a comunidade, objectivo central da formação.

As taxas de mortalidade Infantil, materna e neo-natal, embora preocupantes, fazem adivinhar mudanças positivas. Foi introduzido no sistema epidemiológico a investigação dos óbitos maternos o que vai implicar uma maior responsabilização de todos quantos, (prestadores e decisores), participam nas actividades ligadas à saude da mulher, em particular, na vigilância da durante a gravidez, parto e puerpério.
O parto hospitalar/assistido e a consulta de vigilância bem como outros indicadores de qualidade (prevenção do paludismo, da anemia e do tétano neo-natal, durante a gravidez) têm vindo a melhorar significativamente, perspectivando-se possibilidades de atingir também o objectivo “Aumento do parto assistido” e Consulta pré Natal.

Relativamente à TMI, uma das mais altas do mundo, parecem também perspectivar-se melhorias tendo em conta os resultados das taxas de cobertura vacinal e, consequentemente, a diminuição das doenças evitáveis pela vacinação. Relativamente ao ano anterior registaram-se menos de 19 óbitos em menores de 15 anos nos CS e HR de Bafatá, correspondendo a uma diminuição de 25%, neste indicador específico.

A diminuição em 30% da Desnutrição Infantil, um dos grandes objectivos do projecto, parece ser possível, apesar de todos os factores que condicionam este indicador. Nesta fase a desnutrição infantil recuou 6 pontos percentuais na região, o equivalente a 25%, mantendo-se no entanto em 17,5%.

Quanto as taxas de cobertura vacinal, todas foram alcançadas, mantendo-se todas à excepção da Vacina antitetânica (adultos) acima das metas planeadas para o país.